Esther Díaz

ESTHER DÍAZ

Doctora en filosofía

Principal

Libros

Trayectoria académica

Capítulos de libros

Publicaciones

Medios masivos

 

Filosofia de Michel Foucault, A
Díaz, Esther



Sinopse
Neste livro, introdução à obra de Michel Foucault, Esther Díaz traça com clareza a trajetória da investigação do filósofo francês, articulando seu pensamento e sua vida, recurso dos mais pertinentes para o momento atual.

Amplamente reconhecida em seu país, a Argentina, onde esta obra foi editada diversas vezes, a autora assume o olhar retrospectivo de Foucault sobre seu trabalho ao final da vida. Como resultado, leva o leitor a uma ampla percepção acerca dos grandes temas que ele problematizou ao longo de quase trinta anos: loucura, doença, trabalho, linguagem, anormalidade, aprisionamento, confissão, sexualidade, técnicas de si, vida.

Outra escolha de Díaz foi orientar-se por uma maneira singular de entender a filosofia de Foucault, no sentido de uma ontologia histórica: ontologia porque o pensador se ocupa dos entes, da realidade, do que ocorre; histórica porque ele reflete a partir dos acontecimentos, de dados empíricos, documentos.

A autora ainda opta por pensar a filosofia de Foucault a partir de Nietzsche, citado ao longo de toda a obra. Ela justifica: “Foucault não somente organiza sua genealogia levando em conta as críticas de Nietzsche à História tradicional, mas também aborda problemáticas trabalhadas especificamente por Nietzsche: a culpa, o castigo, a crueldade, a falta, a lei, a pena, a justiça”. Ela pontua, porém, que, embora faça filosofia a partir de Nietzsche, Foucault pensa para além dele e problematiza novos discursos e práticas para diagnosticar a época contemporânea.

Deleuze e Guattari também perpassam vivamente o livro. Em especial por meio do texto de Deleuze a respeito de Foucault e de cruzamentos com O anti-Édipo, escrito em coautoria com Guattari. Foucault inicia sua própria microfísica a partir da produção desses dois autores, ambos influenciados pelos estudos micropsíquicos de Freud e pelas investigações da mecânica quântica.

Com tais recursos, Díaz traz à tona o enfoque da produção de Foucault, que, como ele enfatizou poucos meses antes de morrer, resulta não do trabalho de um historiador, mas, antes, de um “exercício filosófico”.

Principal

Libros

Trayectoria académica

Capítulos de libros

Publicaciones

Medios masivos